Narrativa transmídia: mudanças importantes no Jornalismo

O modo de se fazer Jornalismo foi modificado desde o surgimento das mídias digitais, especialmente a Internet. A partir da web, as redações passaram a trabalhar com uma velocidade maior. O volume de informação circulando também aumento vertiginosamente e, em alguns casos, a qualidade diminuiu proporcionalmente, infelizmente. Mas continua mudando.

Dentre as novidades, a narrativa transmídia é a mais nova. Sim, NARRATIVA TRANSMÍDIA. Essa nova forma de falar para uma sociedade pós-moderna, com defende Lev Manovich, ou Líquida, como defende Zygmunt Bauman, é nominada e difundida por Henry Jenkins como a melhor estratégia comunicacional para os meios e a sociedade atual.

Narrativa transmídia nada mais é do que falar, a partir de diversas mídias, com distintos discursos, para um grupo, a fim de obter um resultado único, uma comunicação final. Para isso, Jenkins apóia seus métodos nas redes sociais, como o Facebook, o Twitter ou os blogs, como este, e na difusão destes conteúdos pelos próprios usuários. Com isso, o professor do MIT acredita que consegue falar com todos os usuários interessados. Outra importante característica está na mobilidade, ou seja, o uso de telefones móveis na produção e circulação de conteúdo. Mas e o Jornalismo??? Como fica nessa história, já que Jenkins estuda sempre a ficção??

Por isso, inventei um desafio. No final de 2010, acertei com o professor Dr. Jesús Miguel Flores Vívar uma pesquisa de pós-doutorado na Universidade Complutense de Madri, para onde irei no final deste ano para um seminário e no começo do ano que vem para uma estância de 2 semanas, apresentando seminários especiais. Resolvi pesquisar uma forma de produção de JORNALISMO TRANSMÍDIA e, para tanto, comprei um telefone móvel modelo iPhone. Neste equipamento, produzo reportagens em vídeo (edito todo o material no próprio aparelho), produzo fotos, escrevo as notícias e as publico em meu blog especialmente criado para isto. No mesmo momento, posto um link no Twitter e outro em meu Facebook. Tem dado um bom resultado, como vocês podem descobrir nestes dois links abaixo:

MATÉRIA 01

MATÉRIA 02

O desafio está aqui: Para onde vai o Jornalismo a partir das Narrativas Transmídia??? Como ficam as antigas formas de produção jornalística?? Elas ainda valerão para algo?? Certamente sim, mas teremos que fazer, em poucos dias, uma reformulação de seu papel, e deus métodos. Fica o desafio, e o pedido de opinião de vocês, alunos e professores que acompanham este post.

Prof. Dr. Denis Porto Renó
Jornalista, professor da Universidade Federal de Ouro Preto (Brasil),
amigo do querido professor Marcelo Martinez,
pesquisador da Universidade Complutense de Madri,
participante do grupo de pesquisa Midalab, e colaborador deste blog.

Posted on 13 Abril, 2011, in Sen clasificar and tagged , . Bookmark the permalink. Deixar un comentario.

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair /  Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair /  Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair /  Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: